sexta-feira, 30 de julho de 2010

Infantil I

Ontem fui na reunião da escola do Enzo.
No final de junho fui informada que em julho ele faria algumas aulas de adaptação no Infantil I já que em agosto mudaria para lá.
Confesso que meu coração acelerou e meu primeiro pensamento foi que "ele ainda era um bebê como poderia sair do berçario?"
A verdade é que o meu "bebê" já tem quase dois anos e meio, anda e corre normalmente, se comunica bem e por isso já é "grande" o suficiente para frequentar a escolinha.
Essa foi a explicação que me deram.
Recebi as informações burocráticas, financeiras e as emocionais ficaram por último e foram recebidas com olhos marejados.
Segunda feira eu deverei leva-lo a outro portão, deixa-lo lá até que a nova professora venha e o leve até a sua nova sala e seus novos amiguinhos.
Talvez (e com certeza será) essa mudança vai ser normal e bem recebida por ele mas, para mim está sendo difícil.
Não consigo parar de pensar na professora tão dedicada e legal que ele tinha, na confiança que ela me passava e no carinho que ele recebia.
Sei que as coisas não mudarão tanto, que ele continuará na mesma escola, com a mesma filosofia e seremos felizes mas, meu coração está apertado.
Será assim todos os anos?
Será que um dia eu vou conseguir olhar para o Enzo e achar que ele é "grande" e deixou de ser o meu bebê?
Segunda feira é o dia e ele entrará na escolinha pelo novo portão, o do pessoal "grande" e eu com certeza ficarei ali fora, com os olhos cheios d´agua, coração pequeno e não querendo acreditar que o tempo está passando muito rápido e que ele está crescendo.

2 comentários:

Andréa disse...

Ai Neno pode ter certeza de que todos os anos serão assim...rsrsrs... a gente fica numa expectativa sem fim...esse ano fiquei mais tranquila pois a Isa estava adiantada por ser nascida em Outubro e resolvemos deixá-la novamente no Jardim I, então, a mesma professora, e como eu já havia passado por isso foi mais "fácil". Às vezes olho para ela e para mim ela não cresce...Ela operou as amígdalas e eu quase morri de tanto chorar na hora que ela foi para o centro cirúrgico...demorou meia hora e ela estava de volta...uma moça,não reclama, não dá trabalho...fico sem palavras, e ao mesmo tempo ela parece uma adulta num corpinho de menina, me surpreende sempre...dissemos a ela que sorvete seria bom para sarar e no hospital ela tomou 3 vezes,mesmo sem gostar muito, só pq seria bom para sua recuperação,pode?Ser mãe é uma dádiva de Deus, e somos muuuiiitoooo abençoadas por isso. Abraço. Déa

mulheresdocoveiro disse...

Mel, vou passar com mais calma essa semana para me atualizar de tudo. prometo responder aos seus posts - pq adoro-os!
bom domingo!!