quarta-feira, 16 de setembro de 2009

O primeiro dia de aula...

Quando alguém me perguntar como foi o seu primeiro dia de aula vou ficar em dúvida sobre o que responder.
É pra falar como você se comportou ou como eu fiquei?
Descobri que adaptação nem sempre é para o aluninho, a adaptação pode ser para a mãe e no nosso caso foi assim que aconteceu.
Que sensação estranha, eu ali de longe te olhando, vendo como você cresceu, super orgulhosa e ao mesmo tempo morrendo de medo.
Antes de chegarmos fiquei pensando e achava que você ia chorar, pedir por mim, me agarrar, querer voltar para a nossa casa exatamente do jeito que eu queria fazer, mas, me segurei e você não precisou de mim.
Ficou lá brincando com os seus novos amigos nem percebeu quando eu me distanciei e de longe eu pude te ver descobrindo o seu espaço, um mundo novo olhado só pelos seus olhos.
Eu não estava te mostrando as coisas pela primeira vez.
Sai de cena para deixar você crescer, dar o primeiro passo, te olhar de longe como sempre na vida eu vou fazer.
Impossível conter as lágrimas...
Você não vai se lembrar de como foi o seu primeiro dia na escola, mas, eu jamais vou esquecer.

Um comentário:

APA disse...

Oh, Melina! That is the cutest picture. I can only imagine how it felt as though your heart would break, letting your child go for the very first time. But, now the moments you share become more precious. And now he needs your guidance and love more then ever to help him understand all that is new happening all around. You give a mother's love, always, and he will know comfort in your arms, whether you are near or far.